Notícias



Furnas e FIRJAN se unem para estudar geração de energia a partir de resíduos sólidos


Furnas, a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN) e a RGT Comercial, Importação e Exportação Ltda (representante da Westinghouse Plasma Corporation no Brasil) assinaram em 22/11/13, na sede de Furnas, no Rio de Janeiro, memorando de entendimento para estudo de nova tecnologia de manejo de resíduos sólidos para a geração de energia.  O método consiste no tratamento de rejeitos não recicláveis com a elevação da temperatura a patamares da ordem de 2.000 a 3.000o C, para transformar resíduos sólidos em gás de síntese, que poderá ser usado para gerar energia elétrica.


"A gestão de resíduos sólidos é atualmente um dos aspectos mais complexos em cidades e empresas. Furnas vê essa nova parceria como uma excelente oportunidade de agregar valor ao seu negócio e, ao mesmo tempo, contribuir para minimizar um dos principais desafios dos grandes centros urbanos", afirmou Olga Simbalista, diretora de Gestão de Novos Negócios e de Participações de Furnas.


O Presidente da FIRJAN, Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira vislumbra voos ainda mais altos para a metodologia. "A tecnologia de plasma é uma realidade, com plantas construídas em escala comercial em países como Japão e Inglaterra. Ao ver os benefícios, já passa um filme pela minha cabeça quando, daqui a um tempo, poderemos usar essa mesma tecnologia para despoluir, por exemplo, a Baía de Guanabara", afirmou Eduardo Eugenio. O Centro de Tecnologia SENAI Ambiental será parceiro tecnológico do projeto.


Para obtenção do gás de síntese serão usados resíduos sólidos urbanos, rejeitos industriais não perigosos e material proveniente de solos contaminados. A energia gerada pela nova tecnologia poderá ser comercializada no mercado de energia elétrica. 


Fonte: Firjan
Geracao energia por resíduos

Publicado em 22/11/2013.


webTexto é um sistema online da Calepino
Marcos Criação