Notícias



Relatórios de Sustentabilidade ganham força no mundo empresarial


O incentivo à produção consciente e à divulgação de ações ambientais foram o foco da oficina Relatórios de Sustentabilidade, realizada no Rio de Janeiro. O evento, uma das atividades da programação da Semana do Meio Ambiente, teve por objetivo envolver representantes de empresas e a sociedade em geral com a promoção da economia verde.


Os relatórios de sustentabilidade surgem como instrumentos de transparência e divulgação de informações econômicas, sociais e ambientais das empresas e corporações. A prática contribui para a implantação do Plano de Ação para Produção e Consumo Sustentáveis lançado em novembro de 2011, pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA).


O diálogo do governo com o setor empresarial é um dos principais mecanismos de promoção do desenvolvimento sustentável. "A intenção é dar relevância a iniciativas inovadoras de sustentabilidade que tragam reais mudança para os padrões brasileiros de consumo", explicou a analista do Departamento de Produção e Consumo Sustentável do MMA, Mariana Silva.


DISSEMINAÇÃO

Realizada pelo MMA em parceria com a Global Reporting Initiative (GRI), a oficina contou com a participação de integrantes dos setores de sustentabilidade de empresas, além de professores universitários e profissionais de outras áreas. "É preciso disseminar a prática de divulgação das ações por meio dos relatórios, trabalhando a conscientização de todos", defendeu Mariana Silva.


Para a diretora da GRI no Brasil, Gláucia Terreo, a presença do poder público na questão é a chave para popularizar a realização dos relatórios nas empresas do país. "Apesar de estar sendo introduzido há anos, esse assunto ainda é novidade para muita gente. Os efeitos virão quando a prática for desenvolvida em grande escala e o governo tem esse poder de atingir um público maior", destacou. 


PONTO CENTRAL

O MMA representa o Brasil como ponto central do Group of Friends of Paragraph 47 (Grupo dos Amigos do Parágrafo 47, em tradução livre), em referência ao 47ª item do documento final da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio +20), intitulado "O Futuro que Queremos". 

O Parágrafo 47 da carta reforça justamente o papel dos governos na promoção da transparência das decisões e ações que promovam a sustentabilidade nas organizações. Além do Brasil, o grupo é formado pela Dinamarca, França, África do Sul, Noruega e Colômbia. 


Fonte: Ministério do Meio Ambiente
MMA gri reports

Publicado em 05/06/2013


webTexto é um sistema online da Calepino
Marcos Criação