Notícias



Vigilância Sanitária inicia Curso de Boas Práticas em Serviços de Alimentação


Foi aberta, nesta segunda-feira, 15, a quarta turma do "Curso de Boas Práticas em Serviços de Alimentação", promovido pela Vigilância Sanitária (Divisa), da Secretaria de Estado da Saúde (SES), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).


A iniciativa envolve as vigilâncias sanitárias dos 75 municípios e tem por objetivo capacitar os profissionais para atuar na área de alimentos nos seus territórios. Ela é dividida em três partes. Na primeira, os alunos recebem a teoria das boas práticas de fabricação de alimentos. O segundo dia é de prática, onde os participantes visitarão empresas e observarão as boas práticas. Para finalizar, eles levarão os relatórios para sala de aula e discutirão o que viram nas empresas e o que veem cotidianamente nos municípios.


A coordenadora de Vigilância Sanitária de Nossa Senhora Aparecida, Marta Alventina Santos, analisa o curso como uma oportunidade de qualificar o serviço no município. "É um momento oportuno para que possamos ampliar os conhecimentos para repassar as informações aos nossos colegas. O curso está sendo bem proveitoso e estamos conhecendo muitos conteúdos atualizados", declarou.


Para a facilitadora do curso e consultora do Programa de Alimento Seguro do Senai, Maria Ricardina Castro, os benefícios desta iniciativa são muitos. "As empresas estão abrindo as portas para o treinamento promovido pela SES. Somos todos bem recebidos e mostraremos as melhorias que elas precisam fazer. Os alunos vão com um olhar bem observador e nós entregamos os relatórios produzidos sobre o que é preciso melhorar", disse.


De acordo com o diretor de Vigilância Sanitária da SES, Antônio de Pádua Pereira Pombo, o curso tem mostrado um interesse maior dos municípios em aprimorar a Vigilância Sanitária em seus territórios. "Os gestores municipais têm se interessado mais pelo tema Vigilância Sanitária. Podemos chegar a essa conclusão a partir da grande adesão dos municípios a esse curso", afirmou.


Ainda de acordo com o diretor, devido à alta demanda dos profissionais, a exemplo de nutricionistas, o curso deverá ser ampliado para a rede hospitalar. "Pretendemos discutir com a Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) a possibilidade de realizar o curso para qualificar os profissionais que trabalham com alimentação nos hospitais", finalizou Antônio de Pádua Pereira Pombo.   


Fonte: Aqui Acontece
AAcontece curso seg alimentar

Publicado em 16/04/2013


webTexto é um sistema online da Calepino
Marcos Criação