Notícias



Resíduos de equipamentos eletroeletrônicos em debate em SP


Um estudo de logística reversa de eletroeletrônicos, inédito no país, coordenado pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) apontou que anualmente cerca de 800 mil toneladas desses equipamentos são descartados no Brasil - desde um pendrive até uma geladeira. Se descartados de forma incorreta eles podem gerar danos ao meio ambiente. Por outro lado, a coleta e reciclagem desse material pode gerar empregos e renda para o país.


O estudo foi apresentado no último dia, 5, na feira de eletroeletrônicos, Abineetec 2013, pelo especialista em projetos da Agência, Cássio Rabello, no painel: Logística Reversa de Equipamentos Elétricos e Eletrônicos. Participaram do encontro, que aconteceu em São Paulo, especialistas da ABDI e dos ministérios do Meio Ambiente (MMA) e da Indústria Desenvolvimento e Comércio Exterior (MDIC) numa palestra para empresários do setor.


O debate girou em torno de um grande desafio: Quem deve pagar pela logística reversa desses equipamentos que após o uso são descartados? O tema tem sido objeto de discussão de acordos setoriais que reúnem o setor empresarial, órgãos públicos, comércio, fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes e consumidores para discussões no Grupo Técnico Temático (GTT) de eletroeletrônicos.


Para a elaboração do documento foram avaliadas experiências internacionais bem executas em Portugal, Japão, Espanha, França, EUA, Canadá e Áustria. No Brasil, o grupo de estudo visitou experiências bem sucedidas no descarte de embalagens de agrotóxicos, pneus, pilhas, baterias e óleos lubrificantes.  "No estudo foram considerados as distâncias e custos de transportes da logística, como estabelecer os pontos de coleta, as condições para que a armazenagem seja feita, como se dá a destinação e a segmentação de cada tipo de produto", explicou Rabello.


Do total de 800 mil toneladas anuais de resíduos eletroeletrônicos, 30 mil toneladas são de alumínio, 27 mil toneladas de cobre, 550 mil toneladas de ferro, 170 mil toneladas de plástico e 25 mil toneladas de vidro. O estudo apontou ainda a estimativa da geração de cerca de 15 mil postos formais de trabalho nos serviços de coleta, triagem e reciclagem.


O estudo que foi encomendado pelo MDIC serviu para subsidiar o edital nº 01/2013 lançado pelo MMA, no último dia 13 de fevereiro, que estabelece prazo para apresentação de propostas de implantação de sistema de logística reversa de produtos eletroeletrônicos e seus componentes. A ideia é que em 2017 o país alcance a marca de recolhimento de 17% do volume de equipamentos comercializados do mercado interno no ano.


Para o diretor do Departamento de Competitividade Industrial do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Alexandre Comin, além da questão ambiental a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) deve ser enxergada sobre outro aspecto também. "Precisamos pensar na reciclagem como uma atividade econômica que gera emprego e renda. Ela faz uma mágica de transformar o que não tem valor, o resíduo, em novo valor para a economia com a reciclagem dessas matérias primas", destacou.


Comin destacou ainda que o Brasil apesar de ainda não ter estabelecido um logística reversa para eletroeletrônicos é um objeto de interesse do mundo inteiro. "O que o Brasil fizer terá impactos ambientais e econômicos significativos. Mas a curiosidade do mundo é sobretudo por saber como que estamos fazendo esse sistema de logística reversa que é possivelmente o mais democrático dos que já foram feitos e por tanto, um dos mais difíceis de serem implementados".


Para a gerente de Resíduos Perigosos do MMA, Zilda Veloso, a logística reversa de eletroeletrônicos terá alguns desafios. Alguns desses resíduos podem ser perigosos e terão que ter recolhimento e formas de armazenamento distintos. "Nem tudo está extremamente detalhado na lei, muitos desses desafios requerem grupos especiais para debater, vão requerer legislação complementar para que possamos materializar esse processo", ponderou.


Fonte: ABDI
ABDI LOG REV REEE

Publicado em 15/04/2013


webTexto é um sistema online da Calepino
Marcos Criação