Notícias



Eletroeletrônicos terão sistema de logística reversa


Empresas do setor de eletroeletrônicos terão em breve a possibilidade de fazer a logística reversa de seus produtos. A implantação de um sistema que recolhe os aparelhos já descartados pelos consumidores e os devolve para os fabricantes foi aprovada. O Comitê Orientador para a Implantação de Sistemas de Logística Reversa (Cori) comprovou a viabilidade técnica e econômica do projeto. A medida vai servir não só para produtos do gênero, como também para seus componentes.


Antes de ser publicado o edital, que vai receber propostas das empresas para um acordo setorial de implantação do sistema, ainda será avaliado juridicamente. O documento vai estabelecer critérios mínimos para assinatura do acordo, envolvendo o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o setor empresarial.  Além disso, o edital também vai estabelecer prazo para as organizações representativas da cadeia produtiva de eletroeletrônicos definirem detalhes para a operação do sistema, como a localização e a quantidade dos pontos de coleta e quem será responsável por recolher o que for arrecadado.


"É preciso definir as responsabilidades dos fabricantes, importadores, comerciantes e distribuidores desses produtos", explica o secretário de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do ministério, Pedro Wilson Guimarães.


Além desse acordo, o Cori está analisando propostas de outros setores, como o de lâmpadas fluorescentes, de medicamentos vencidos e de embalagens em geral.


Fonte: Terra
Terra logistica reversa reee

Publicado em 18/01/2013


webTexto é um sistema online da Calepino
Marcos Criação