Notícias



Firjan divulga índice de desenvolvimento das cidades do Rio


A Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) divulgou um ranking das cidades com melhores e piores índices de desenvolvimento.

As cidades mais desenvolvidas, segundo a federação, são Porto Real, Rio das Ostras, Resende, Niterói, Angra dos Reis, Rio de Janeiro, Volta Redonda, Macaé, Itaguaí e Teresópolis. Já as piores colocadas são Laje do Muriaé, Japeri, Silva Jardim, Guapimirim, Carmo e Trajano de Morais.  O cálculo leva em conta os pontos fundamentais para o desenvolvimento de um município: saúde, educação, emprego e renda. A pesquisa apontou ainda que 99% das cidades fluminenses apresentam um nível de moderado a alto. 

 


Criado pelo Sistema FIRJAN para acompanhar a evolução socioeconômica dos 5.565 municípios brasileiros, o Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal (IFDM) revelou em sua quinta edição, com dados de 2010, que no estado do Rio de Janeiro quase todos os municípios fluminenses (99%) apresentam nível de desenvolvimento de moderado a alto. Das 92 cidades do estado, apenas Trajano de Morais está em nível de desenvolvimento regular, enquanto 12 aparecem com alto grau de desenvolvimento, o dobro da quantidade verificada em 2009.


Com periodicidade anual, recorte municipal e abrangência nacional, o IFDM considera três áreas de desenvolvimento - Emprego & Renda, Educação e Saúde - e utiliza-se de estatísticas oficiais divulgadas pelos Ministérios do Trabalho, Educação e Saúde. Em 2012, os dados oficiais mais recentes disponíveis são de 2010, o que possibilitou uma análise detalhada das transformações sociais que marcaram o Brasil na primeira década dos anos 2000. 


O estudo começou em 2008, comparando os anos de 2005 e 2000, e permite determinar com precisão se a melhora ocorrida em determinado município foi decorrente de medidas políticas ou apenas reflexo da queda de outro município. O índice varia de 0 (mínimo) a 1 ponto (máximo) para classificar o nível de cada localidade em quatro categorias: baixo (de 0 a 0,4), regular (0,4001 a 0,6), moderado (de 0,6001 a 0,8) e alto (0,8001 a 1) desenvolvimento.


Itaguaí entrou para a lista dos 10 melhores desempenhos do estado

Na lista de 10 maiores IFDMs do estado do Rio de Janeiro, há apenas um município que não integrava o grupo em 2009:Itaguaí. Com expressivo crescimento na categoria de Emprego & Renda, Itaguaí atingiu alto grau de desenvolvimento e saltou dez posições no ranking estadual, do 19º lugar, quando tinha IFDM de 0,7520 pontos, para a 9ª posição (0,8186).


Em primeiro lugar aparece Porto Real que, impulsionado pelo maior dinamismo do mercado de trabalho em 2010, assumiu a liderança no estado, que antes era de Niterói. A capital, Rio de Janeiro cresceu 0,7% entre 2009 e 2010, mas perdeu a segunda colocação para Rio das Ostras, passando a ocupar o 6° lugar. 


A lista completa do Top 10 é composta pelas seguintes cidades: Porto Real (0,8655); Rio das Ostras (0,8624);Resende (0,8614); Niterói (0,8599); Angra dos Reis(0,8541); Rio de Janeiro (0,8501); Volta Redonda(0,8469); Macaé (0,8356); Itaguaí (0,8186) e Teresópolis(0,8110).


No outro extremo, seis municípios continuaram em 2010 entre os 10 menores IFDMs do estado, apenas com alternância de posições: Laje do Muriaé (0,6221), Japeri (0,6196), Silva Jardim (0,6137), Guapimirim (0,6120), Carmo (0,6096) eTrajano de Morais (0,5828), na última posição.


Apesar da permanência entre os 10 menores IFDMs do estado, é importante ressaltar o avanço de 8,1% de Japeri, que ocupava a última colocação estadual um ano antes. Com melhoras nas vertentes Emprego & Renda e Educação, a cidade migrou de um estágio de desenvolvimento regular para moderado, galgando seis posições na classificação estadual.


No sentido oposto, o município de Cantagalo (0,6368) registrou a maior perda de posições, caindo da 51ª para a 83ª colocação, devido a quedas no IFDM Emprego & Renda e Saúde.


Em uma análise da década, entre 2000 e 2010, é importante destacar os municípios que mais avançaram em termos socioeconômicos: Angra dos Reis, Rio das Ostras, Teresópolis e Volta Redonda.  Nas quatro cidades, especialmente as duas primeiras, destacou-se o avanço da vertente Emprego & Renda.

 



Fonte: G1
G1 desenvolvimento rio de janeiro

Publicado em 03/12/2012


webTexto é um sistema online da Calepino
Marcos Criação