Notícias



G8 aceita reduzir emissão de gases pela metade até 2050


Os líderes do G8, o grupo dos sete países mais industrializados do mundo mais a Rússia, concordaram em reduzir a emissão de gases poluentes ao menos em 50% até 2050, uma medida para combater os efeitos das mudanças climáticas e o aquecimento global, anunciou nesta terça-feira (8/07/08) o primeiro-ministro japonês, Yasuo Fukuda.

O acordo foi anunciado durante o segundo dia de reunião da cúpula anual do G8, no Japão, da qual participaram Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão, Reino Unido e Rússia.

Fukuda disse que o grupo pediu para alguns países o estabelecimento de metas de médio prazo para diminuir as emissões dos gases de efeito estufa, gases como o CO2, responsáveis pelo aquecimento global até 2020.

"Reconhecemos que as economias mais desenvolvidas diferem das economias em desenvolvimento", por isso as nações mais industrializadas "iniciarão objetivos ambiciosos a médio prazo para conseguir reduções absolutas de emissões, e, quando for possível, paralisar o aumento das emissões" segundo as circunstâncias de cada país, diz o G8, em comunicado.

Segundo Fukuda, o G8 entende que a meta de reduzir pela metade a emissão de gases que causam o efeito estufa é agora "um objetivo para o mundo inteiro"
 
EUA - Esta foi a primeira vez que os EUA aceitaram uma meta de redução de gases que comprometem a atmosfera e aumentam o risco de efeito estufa. O país não aderiu ao Protocolo de Kyoto, que expira em 2012. Os líderes dos países mais ricos do mundo, que têm posições diferentes sobre a luta contra o aquecimento global,  pediram também a "cooperação" dos maiores emissores de CO2 para atingir essa meta.

Fonte: Ambiente Brasil em 09/07/08 - http://noticias.ambientebrasil.com.br/noticia/?id=39295

 


webTexto é um sistema online da Calepino
Marcos Criação